Perdoe o seu ladrão

Postado em Atualizado em

Clica que você chega no grupo!
Clica que você chega no grupo!

Um desses eu ouvi que enquanto você guarda ódio de uma pessoa, você continua tendo uma ligação com ela.
Você conseguiria deixar o ódio pelo seu ladrão ir embora?

A Bruna Caldeira está tentando perdoar o ladrão que roubou a casa dela. Não vai ser fácil, já que ele levou um notebook com trabalhos de oito anos de atuação como designer gráfica. O ódio e a ideia de perdoar mexeram tanto com ela que ela criou uma página no Facebook pra ajudar mais gente a deixaro sentimento ir embora. O que não significa, é claro, que o cara não tenha que ser punido.

Isso me lembra da história do ladrão que pediu perdão para o meu pai. Foi assim: meu pai teve a carteira furtada na rodoviária de BH. Nem se deu conta, quando viu alguém já tinha levado do bolso dele. Ficou chateado, mas de noite resolveu rezar e até desejou que o dinheiro fosse bem usado pelo sujeito. Sei lá, quem sabe estava precisando, né?

No dia seguinte, foi até a seção de achados e perdidos da rodoviária, para ver se pelo menos achava os documentos, entre eles a carteirinha de advogado da OAB, que dar um trabalhão pra tirar. Achou a carteira inteira, com todos os documentos (sem o dinheiro, é claro), e um bilhete que dizia assim:

“Amado dr. José Geraldo
Não roubo grávidas, crianças, idosos, policiais e nem advogados. Mas às vezes acontece. Me desculpe”.

História verídica!

Leia mais:
Por um breve instante
Os caminhos do nosso medo
Senso de injustiça é o básico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s