O SUS que temos

Postado em Atualizado em

Rolou por aí uma “campanha” para que o Lula se trate pelo SUS. Eu já elogiei o Cristóvam Buarque quando ele criou um projeto de lei que obrigaria os políticos a matricular os filhos em escolas públicas*. Mas sobre se o Lula deveria ou não se tratar no Sistema Único de Saúde, acho que a opinião mais sensata e conhecedora da situação veio de uma moça chamada Nina Crintzs, que tem um blog que se chama PurpleSofá. Vale a pena ler o post inteiro, no qual ela diz:

“Pois é, o Brasil é o único país do mundo que distribui gratuitamente o tratamento que eu faço para Esclerose Múltipla. Atenção: o ÚNICO. Se isso implica em uma carga tributária pesada, eu pago o imposto. Eu e as outras 30.000 pessoas que tem o mesmo problema que eu. É pouca gente? Não vale a pena? Todos os remédios para doenças incuráveis no Brasil são distribuídos pelo SUS.”

Isso eu não sabia.

Gracinha de ilustração do Frits Ahlefeldt. Clique pra conhecer mais

E para quem quiser conhecer mais sobre o SUS (sem ter que ficar doente), pode ouvir a premiada série de reportagens do jornalista Gustavo Cunha. Se chama: O SUS que temos, o SUS que queremos. Foi veiculada em 2007, mas creio que os problemas são bem atuais.

*opa, alguém disse que o buraco é mais embaixo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s