Sobre pais

Postado em Atualizado em

Evito publicar textos de outras pessoas no blog, mas esse é tão verdadeiramente belo que eu não resisti. Dedico esse poema aos meus pais.

“Seus filhos não são seus filhos.

São os filhos e filhas da vida, desejando a si mesma.
Eles vêm através de vocês, mas não de vocês.
E embora estejam com vocês, não lhes pertencem.

Vocês podem lhes dar amor, mas não seus pensamentos,
pois eles têm seus próprios pensamentos.

Vocês podem abrigar seus corpos, mas não suas almas,
pois suas almas vivem na casa do amanhã,
que vocês não podem visitar, nem mesmo em seus sonhos.

Vocês podem lutar para ser como eles,
mas não procurem torná-los iguais a vocês.
Pois a vida não volta para trás, nem espera pelo passado.

Vocês são o arco de onde seus filhos são lançados como flechas vivas.

O arqueiro vê o alvo no caminho do infinito, e Ele curva vocês com Seu poder, para que suas flechas possam ir longe e rápido.
Deixem que o seu curvar-se na mão do arqueiro seja pela alegria:
Pois mesmo enquanto ama a flecha que voa, Ele também ama o arco que é firme.”

Kahlil Gibran

Encontrei no blog Diário Grávido, no qual Renato Kaufmann conta o que é correr na montanha russa da paternidade.

Gostaria de lembrar dessas palavras quando tiver filhos, mas sei o quanto será difícil. Outra coisa que toca no mesmo tom e me diz muito sobre meus pais (e os pais de toda a geração anos  80 brasileira) é essa música, interpretada na voz inesquecível de Elis Regina:

É ao mesmo tempo terrivelmente bela e terrivelmente triste a frase: “E quando colherem os frutos/ digam o gosto pra mim”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s